Perguntas e respostas

  • É verdade que os animais de estimação podem ajudar uma pessoa a relaxar e até ter uma vida mais longa?

    A razão pela qual os donos de animais de estimação têm um terço do índice de morte daqueles que não têm animais tem uma conotação psicológica. O simples fato de afagar um animal, associado a uma palavra carinhosa, relaxam tanto o animal quanto seu dono. Alguns estudos científicos indicam que as pessoas que cuidam de um animal tendem a baixar a pressão arterial. O mesmo ocorre quando se observa as evoluções de peixes no aquário. O animal tem o poder de relaxar devido à sua capacidade de captar atenção como um magneto. Eles desviam a mente dos pensamentos que produzem preocupação e ansiedade, estimulando o sistema de imunidade a combater doenças, incluindo o câncer. Também são utilizados com sucesso no tratamento de pacientes com depressão profunda. Mas os benefícios só aparecem quando existe um profundo elo afetivo com o animal.


  • Em que consiste o tratamento de biofeedback para gerenciamento do stress?

    Bio é vida, feedback é informação, que pode ser visual ou auditiva. O tratamento de biofeedback é simplesmente o retorno imediato da informação através de aparelhos sensórios eletrônicos sobre processos fisiológicos (freqüência cardíaca, temperatura periférica, resposta galvânica da pele, tensão muscular, pressão arterial e atividade cerebral). O método permite à pessoa voluntariamente regular suas reações fisiológicas e emocionais.
    O uso de equipamento eletrônico sensível amplia e transforma as reações fisiológicas em sinais de luz e som que são utilizados para evitar doenças. Todos os processos fisiológicos podem ser regulados através do uso de biofeedback. O treinamento inclui diferentes métodos de conscientização e relaxamento, como técnicas musculares, respiratórias, autogênicas e cognitivas.


  • Embora me organize para tirar minhas férias, sempre me estresso com o acúmulo de preparativos. Tirar férias realmente causa stress?

    Sem dúvida, tirar férias é estressante. Um estudo da International Stress Management Association no Brasil (ISMA-BR) com 556 pessoas revela que 12% delas se sentiam estressadas com a aproximação das férias. O stress de férias é parcialmente causado pelo planejamento e preparação que requerem, as mudanças impostas aos hábitos diários (hora de dormir, dieta e exercício físico). Isto sem falar nas diferenças de fuso horário, costumes e idiomas no caso de viagens internacionais. Para diminuir o seu nível de stress delegue tarefas, priorize suas atividades e estabeleça seus objetivos para esse período. Enquanto os homens geralmente vêem as férias como um período para si, as mulheres as vêem como uma oportunidade para fazer tudo aquilo que não tiveram tempo para fazer durante o ano. Acima de tudo, seja flexível, permitindo-se trocar de planos, se necessário. Seguir uma agenda rígida quando você gostaria de estar fazendo outra coisa é frustrante.


  • Este ano tive muitas perdas pessoais. Estou com medo de ficar deprimida no Natal. O que posso fazer?

    Decida o que o Natal representa para você e celebre-o à sua maneira, não pensando em satisfazer as expectativas dos outros ou as imagens jubilosas que a mídia retrata. Focalize no momento presente. Este período é, sem dúvida, especialmente estressante para as pessoas que tiveram perdas. Talvez possa parecer que todo o resto do mundo está feliz, exceto você. Conscientize-se de que as festas natalinas duram apenas uma semana e que nos primeiros dias de janeiro tudo voltará ao normal. E, lembre-se que, mesmo quando não tem controle sobre a situação que lhe causa stress, poderá controlar a maneira como reage a ela.


  • Estou preocupada com uma amiga porque acho que está sofrendo de anorexia nervosa. Como posso ajudá-la?

    Primeiro familiarize-se com os sintomas da doença para certificar-se que não está preocupando-se em vão. Você pode comentar com sua amiga que está preocupada com a saúde dela, sem focalizar a atenção, no entanto, na perda de peso. Seja paciente. Possivelmente ela irá negar a existência de qualquer problema. Talvez o comportamento dela faça com que você se sinta rejeitada. Negar as doenças do apetite e seus sintomas é uma defesa muito comum entre essas pessoas. Não prometa nada que não possa cumprir como, por exemplo, que não irá revelar o problema para os familiares dessa pessoa caso a situação venha a se agravar. Esteja consciente dos seus limites. Essas doenças geralmente requerem tratamento profissional e com freqüência envolvem também os familiares. Procure informar-se sobre opções de tratamento e profissionais que podem ser procurados caso sua amiga não consiga reverter o problema sozinha.


Faça uma busca por palavras-chave

Copyright © ISMA-BR 2001
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial.
ISMA-BR - International Stress Management Association no Brasil
CNPJ: 03.915.909/0001-68
Rua Padre Chagas, 185 conj. 1104
Moinhos de Vento
90570-080 Porto Alegre, RS
+55 51 3222-2441
stress@ismabrasil.com.br