Perguntas e respostas

  • Muito se fala sobre stress no trabalho. Considerando-se todos os fatores, qual é a causa que apresenta os maiores riscos para a saúde dos funcionários de uma empresa?

    Muitos sintomas de stress negativo - dores musculares, pressão arterial alta, fadiga, taquicardia, ansiedade e angústia - têm sido atribuídos ao acúmulo das pressões profissionais. Qualquer situação independente de estar vinculada ao trabalho pode ser percebida como estressante. No entanto, alguns epidemiologistas americanos apontam certas características do trabalho como prováveis causas de stress. A sensação da falta de controle é a grande responsável pelas doenças causadas pelo stress. Assim, o funcionário que tem grandes responsabilidades mas pouca autonomia para tomar decisões é o que corre os maiores riscos do stress negativo. Esta é uma realidade enfrentada pelo executivo, que sofre pressões de superiores e subordinados, como pelo operário na linha de montagem. Outra fonte de tensão é a pessoa não ter uma identidade pessoal definida. Sente-se como um número na organização. Alguns estudos americanos indicam que os homens com grande responsabilidade e pouco controle no trabalho são pelo menos quatro vezes mais suscetíveis à pressão alta do que seus colegas. No caso das mulheres, o pior é um trabalho de alta pressão acrescido de pressões em casa. Nessas circunstâncias as mulheres têm duas vezes mais chance de ter um ataque cardíaco do que as outras. É importante que tanto a empresa quanto seus membros estejam conscientes dos fatores estressantes que partilham. Também devem dispor-se a fazer as adaptações necessárias para proporcionar maior controle pessoal.


  • Não me sinto uma pessoa ansiosa. Mas freqüentemente tenho sensação de nervosismo e preocupação. O que posso fazer?

    É normal que as pessoas se sintam ansiosas em algumas situações. A ansiedade é uma resposta adequada a uma condição estressante. Ela funciona como um sistema de alarme que pode ajudar a pessoa a concentrar-se na causa e racionalizá-la. A ansiedade torna-se um problema quando começa a interferir no trabalho e na vida da pessoa. É a chamada ansiedade generalizada. Os sintomas podem incluir preocupação, dificuldade de concentração, falta de sono e nervosismo. As sensações físicas podem causar aceleração cardíaca rápida, tontura, dor de cabeça, náusea, suor nas mãos e pés e dores musculares. Além da mente, o corpo também fica fora de controle. As pessoas que aprendem a controlar seus pensamentos irracionais e negativos, desenvolvem domínio sobre as situações que lhes causam ansiedade sem ser paralisadas por seus medos.


  • Nos dias nublados me sinto desativada e triste como se não tivesse energia para viver. A luz pode afetar o estado emocional das pessoas?

    A importância da luz no estado emocional das pessoas foi descoberta há mais de dois mil anos. O sol é a fonte principal de luz, apesar das radiações visíveis representarem apenas 1% do espectro eletromagnético. Pela dependência que nós, humanos, temos da luz, não é de estranhar que algumas culturas idolatrem o sol. No entanto, com o advento da eletricidade no século XIX, passamos mais tempo em casa, diminuindo a exposição à luz natural. A luz solar é tão importante para a saúde que sua ausência por períodos prolongados acarreta a falta de alguns nutrientes essenciais que afetam o sistema nervoso, causando depressão, deficiência de vitamina D, enfraquecimento do sistema de defesa do corpo e agravamento de doenças crônicas. A exposição à luz natural aumenta a resistência a doenças infecciosas, melhora as condições de trabalho, possibilita que alguns animais, como certos tipos de peixes, possam ser mantidos em cativeiro e desperta desejo sexual em animais com dificuldade para reproduzir. Biologicamente, acredita-se que a falta de luz natural afete a atividade das células nas suas funções básicas, inclusive nas plantas. A luz auxilia na regeneração e reconstrução das células e é um fator decisivo do nosso estado de espírito. Se você fica deprimido em dias nublados, procure ficar mais tempo em casa. Ligue todas as luzes que puder, preferentemente fluorescentes brancas, toque sua música favorita e respire ritmicamente utilizando os músculos do abdômen.


  • O que é autoconfiança?

    A autoconfiança é a arte de ser você mesmo e confiar naquilo que é. Confiar significa acreditar. Acredita que tem o que quer para realizar as coisas que são importantes para você e sabe que não irá desmoronar se não puder concretizar todas as suas aspirações. Lembramos de fatos negativos com mais freqüência do que dos positivos. O impacto emocional do fracasso é geralmente mais intenso do que o do sucesso. A autoconfiança sofre quando se perde a perspectiva de que os erros e insucessos são parte da experiência de viver. Em conseqüência, você pode avaliar-se não pelo que é, mas de acordo com suas realizações e fracassos. Ninguém tem autoconfiança em todas as coisas que faz. É previsível que você se sinta inseguro em algumas atividades. Aprenda dos seus erros e tenha perseverança para obter aquilo que deseja.


  • O que é biorritmo e como influencia a pessoa?

    Há um momento ideal no ciclo de cada pessoa para fazer as coisas. Tomando as decisões na hora adequada, poderá influenciar diretamente sua saúde. Portanto, comer, dormir, trabalhar, exercitar-se, fazer uma massagem têm um horário apropriado no seu dia. Durante as 24 horas do dia, o corpo completa um ciclo em que os altos e baixos podem ser previsíveis. A pressão arterial, temperatura corporal, aceleração cardíaca, níveis de glicose no sangue, até a sensibilidade à dor, todos têm um ciclo interno que se altera. Isso significa que em algumas horas do dia sua energia atinge um pico e a sua mente se torna mais alerta. Por outro lado, outras vezes estará em baixo astral, devendo evitar decisões importantes. Identificando seus ciclos poderá agendar-se, respeitando seus altos e baixos.


Faça uma busca por palavras-chave

Copyright © ISMA-BR 2001
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial.
ISMA-BR - International Stress Management Association no Brasil
CNPJ: 03.915.909/0001-68
Rua Padre Chagas, 185 conj. 1104
Moinhos de Vento
90570-080 Porto Alegre, RS
+55 51 3222-2441
stress@ismabrasil.com.br